Acervo


out
07
2014

Izais de Bonito – Recordando Lindú

Publicado por José Lessa

IIzaias de Bonito - Recordando Lindú - capa
Colaboração:

hhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
Izaias de Bonito - Recordando Lindú - capa versoIzaias de Bonito – Recordando Lindú
Produção Independente.

01. Lindú meu Professor (Izaias de Bonito – Reginaldo Silva)
02. Chama de Amor (Trio Nordestino)
03. Chapchap (Trio Nordestino)
04. Me Bote no Colo (Trio Nordestino)
05. Já Paguei pra Você Tocar (Trio Nordestino)
06. Pedindo Abrigo (Izaias de Bonito)
07. Forró da Chineleira (Edinaldo Silva)
08. Até Pegar o Sol com a Mão (Sebastião Silva)
09. Mulher Forrozeira (Edinalddo Silva)
10. ABC da Saudaqde (Izaias de Bonito)
11. Saudade de Rosinha (Heleno Ferreira)
12. Rosinha Indiferente (Trio Nordestino)
13. No Meio das Menina (Trio Nordestino)
14. Minha Musa (Edinaldo Silva – Izaias de Bonito)
15. Dois apaixonados (Izaias de Bonito)
16. Na Emenda (Trio Nordestino)
17. É Madrugada (Trio Nordestino)

Para baixar este CD.Clique aqui.

set
23
2014

download (1)

1931-2014

Infelizmente recebi um comunicado de sua filha, Sílvia Vieira de Assis, que seu pai, Durval Vieira, faleceu em São Paulo na última segunda, dia 22 de setembro. Durval foi um dos maiores compositores da história do Forró Pé de Serra, além de cantor Durval teve seus trabalhos gravados por: Clemilda, Edson Duarte, Jackson do Pandeiro, Joci Batista, João Gonçalves, Sandro Becker, Genival Lacerda entre outros artistas da chamada geração de ouro..

Enfim, poucos foram os artista que fizeram sucesso na História do Forró Pé de Serra, que pelo menos não tenha gravado uma de suas composições. Durval Vieira. teve suas composições ecoada por todos os recantos deste país

Nascido em Palmeira dos Índios.- AL, terra que também nos brindou com artistas geniais, como Jacinto Silva, Mané Baião, Carlos Moura, Irineu Nicácio, Belinho, Tinan Rodrigues, Naldo do Baião entre outros forrozeiros ,desta terra que podemos afirma que  tem o puro DNA  do forro brasileiro.,

Clemilda que viveu sua infância e adolescência, assim como Durval também na Princesa do Agreste, na mais recente homenagem prestado pelo sergipanos pela comemoração aos 50 anos de carreira  de Clemilda, Museu da Gente Sergipana, produziu um CD reunindo 18 sucessos regravados, 5 composições são de Durval Vieira.

Certa vez, conversando na porta da Casa de Forró do Louro, Edson Duarte comentava:  “Durval Vieira, compôs mais de 700 músicas e merece ser valorizado pois ele tem uma das mais extensas obra produzida e gravadas na História do Disco no Brasil”..

Brevemente, postaremos, melhores informações sobre sua obra musical, que, não tenho dúvidas, será imortal nos salões Brasil afora, ou aonde tocar o genuíno forró pé de serra, suas  composições sempre serão tocadas, pois Durval Vieira é patrimônio do povo brasileiro e representante das mais legitimas tradições das raízes nordestina.

set
22
2014

Clemilda – 50 Anos de Carreira

Publicado por José Lessa

Clemilda - 50 anos de Carreira

Colaboração: Iranei Barreto – para o acervo de www.forroalagoano.com – Conversão para mp3 e texto José Lessa.

Clemilda Ferreira da Silva, completou este ano, 50 anos de Carreira e 79 anos de idade, no dia 01 de setembro, e como parte das homenagens prestadas pelos sergipanos, terra que acolheu esta alagoana nascida em São da Laje, que viveu sua infância e adolescência na Cidade de Palmeira dos Índios. Gerson e Clemilda  fixaram sua residência juntamente com seus filhos, Robertinho dos 8 Baixos e Adeilton.em 1969 em Aracaju.

O CD Clemilda “Morena dos olhos Pretos” é uma coletânea composta por 18 composições, sendo 9 da primeira fase de sua vitoriosa carreira e as outras 9 da segunda fase. Entre as faixas de destaque vale ressaltar  “Morena dos Olhos pretos,” homenagem prestado por seu amado Gerson Filho e que também leva a assinatura do magnifico J. Luna.

Há certa de dois anos em uma de nossas conversar Clemilda disse que: “Gerson Filho foi a coisa mais importante que aconteceu em minha,vida, Eu não sabia o que poderia ter acontecido sem ele ao meu lado”. E, em morena dos olhos pretos da para sentir o amor que Gerson sentia por nossa RAINHA.

“Morena dos olhos pretos

Linda igual não pode haver

Você é a flor mais bela

Que cheguei a conhecer

Quando meu olhos te viram

Senti meu corpo tremer

Daquela hora em diante

Senti amor por você …”

Outra faixa que merece ser ouvida é a homenagem que os alagoanos Gerson Filho e Juvenal Lopes presta ao povo sergipano em “Exaltação a Sergipe” que tão bem soube acolher este casal que escreveram parte significativa da história do Forró Pé de Serra.

Parabéns aos companheiros do Museu da Gente Sergipana por está bela homenagem a nossa “Rainha Clemilda” patrimônio vivo dos alagoanos e sergipanos, ou melhor do Povo Brasileiro.  Continuamos fazemos uma corrente de fé para que nossa Rainha se recupere o mais breve possível.

Clemilda - 50 anos de Carreira - verso

Clemilda – 50 Anos de Carreira
Museu da Gente Sergipana – 2014

01. Saudades de Propriá (Dílson Dória – Albuquerque)
02. Forró Sem Briga (Amadeu Macêdo – Garcia Santos)
03. Recado a Propriá (Domingos Vassoral – Gerson Filho)
04. Rodêro Novo (Clemilda – Gerson Filho)
05. Morena dos Olhos Pretos (Gerson Filho-J. Luna)
06. Guerreiro Alagoano (A. Trajano)
07. Beata Mocinha (Manoel Araújo – Jota Renato)
08. Exaltação a Sergipe (Juvenal Lopes – Gerson Filho)
09. Reisado a São José (Raymundo Monte Santo)
10. Prenda o Tadeu (Antonio Sima – Clemilda)
11. Forró Cheiroso (Miraldo Aragão – Clemilda)
12. Bilhete pra Comadre Dinha (Miraldo Aragão – Clemilda)
13. Recado pra Zetinha (Miraldo Aragão – Clemilda)
14. Seu Tuzinho (Durval Vieira)
15. Cabeludo Zé Mané (Durval Vieira)
16. Ele Furou Minhas Botas (Durval Vieira – Clemilda)
17. Ele Furou Minhas Botas (Durval Vieira – Clemilda)
18. Pedreira do Riacho (Durval Vieira)

Para baixar este CD. Clique aqui.

 

set
13
2014

Ely Murici - O Forrozeiro do Povo

Colaboração – Ely Murici – para o acervo de www.forroalagoano.com Conversão para mp3 e Texto José Lessa

Ely é alagoano da Cidade de Murici, às margens do Rio Mundaú que nos presenteou com grandes nomes da música nordestina, entre outros Augusto Calheiros “O Patativa do Norte” que, segundo Luiz Vieira, foi quem apresentou o Baião em 1922 no Teatro Nacional, outra figura notável do forró pé de serra é Edgar dos 8 Baixos, hoje residindo em Maceió.

Ely Murici - O Forrozeiro do Povão

Ely Murici – Vol. 1 – O Sanfoneiro do Povão
Produção Independente

01. São João em Murici (Ely Murici)
02. Mulher de Sorte (Ely Murici / Tonho do Leite)
03. Forró dos Namorados (Lindolfo Barbosa)
04. Frutificando (Flávio Leandro)
05. Boneca de Feira (Jorge de Altinho)
06. Dançando no pé só (Ely Murici)
07. Espumas ao Vento (Accioly Neto)
08. Volta pra Casa (Céceu)
09. Agora Pence (Gláucio Barbosa / Geraldo Cardoso)
10. Confidencia (Jorge de Altinho)
11. Amar e ser Feliz (Jorge de Altinho)
12. Nunca vi Chifre Nascer (Ely Murici / Tonho do Leite)
13. Forró do bom é Assim (João da Passarada)
14. De Mala e Cuia (Flávio Leandro)
15. Vaquejada em Paulo Jacinto (Ely Murici)

Para baixar este CD. Clique aqui.