Acervo


fev
08
2014

Corone Pereira e Sua Gente - capa frenteColaboração: José Lessa – faz parte do acervo pessoal. Conversão para mp3 Kinkas (O VINIL) e texto José Lessa.

É indiscutível a importância de Gerson Filho na História do Forró Pé de Serra. Neste LP de Coroné Pereira e Sua Gente, gravou a composição de autoria de Gerson Filho e Aguiar Filho “Quadrilha Brasileira” que foi gravada pela primeira vez em 1858 em 78 RPM, e que é um clássico deste artista alagoano que foi quem gravou pela primeira vez uma obra do gênero e quantitativamente que mais gravou quadrilha no Brasil.

Em “Pula Fogueira”, Coroné Pereira, grava ainda grandes sucessos de outros artistas brasileiro como “Cai Cai Balão de Assis Valente e Noites Brasileiras de Carlos Armando e Cláudio Bianchi.

Corone Pereira e sua Gente - capa versoCoroné Pereira e Sua Gente – Pula Fogueira
Itamaraty – 1978

01. Quadrilha Brasileira (Gerson Filho – Aguiar Filho)
02. Capelinha de Melão (Tradicional – Adpt. João de Barro – Adpt. Alberto Ribeiro)
Cai Cai Balão (Assis Valente)
Noites Brasileiras (Carlos Armando – Cláudio Bianchi)
03. O Sanfoneiro Só Tocava Isso (Haroldo Lobo – Geraldo Medeiros)
04. Antônio, Pedro E João (Benedito Lacerda – Osvaldo Santiago)
Pula a Fogueira (Getúlio Marinho “Amor” – João Bastos Filho)
05. Chegou a Hora da Fogueira (Getúlio Marinho “Amor” – João Bastos Filho)
06. A Roça É Nossa (João Silva – Anatalicio)
07. É Proibido Cochilar (Antonio Barros)
08. O Xamego é da Mulata (Luiz Moreno)
09. Eu Só Quero Um Xodó (Dominguinhos – Anastácia)
10. Calango Longo (Martinho da Vila)
11. Sebastiana (Rosil Cavalcanti)
12. Capim Novo (Luiz Gonzaga – José Clementino)

Para baixar este disco. Clique aqui.

Corone Pereira e Sua Gente – Pula fogueira – www.forroalagoano.com.rar 70.0 MB

fev
08
2014

Pirril – Bicho Homem

Publicado por José Lessa

Pirril – Bicho Homem - capa frenteColaboração – Valmir Melo – faz parte do acervo pessoal.Conversão para mp3 Kinkas (O VINIL)e Texto

Pirril este foi o primeiro nome artístico usado por Edson Duarte.

O Bicho Homem, composição de Cecéu, grande sucesso nacional, gravado também por outros artistas, foi o primeiro disco de Edson Duarte, que naquela época assinava com o codinome de Pirril.

O primeiro disco no qual se apresenta como Edson Duarte, só foi lançado em 1978, um compacto simples no qual um dos lado era seu e o outro de Raimundo Nonato.

Alagoano, dono de uma bela voz e autor de belas melodias, forrozeiro dos bons, Edson gravou diversos discos e atualmente reside em São Paulo, vivendo de sua arte e sempre defendendo a bandeira do legítimo forró pé serra.

Pirril – Bicho Homem - capa verso

Pirril – Bicho Homem
Tropicana – 1976

01. Bicho Homem (Cecéu)
02. Caiu na Ponte (Cecéu)
03. Tempero Bom (Cecéu)
04. O q d,Ela (Cecéu – Gege)
05. Atira e Não Erra (Cecéu – Gege)
06. Cade Você (Zelita)
07. Tira a Roupa do Arame
08. Chá de Aroeira (Cecéu – Gege)
09. Maria Helena (Zé Luiz – Pirril)
10. Eu pra Tu (Cecéu)
11. Pra Salvar sua Filha (João Gonçalves – Adolfinho)
12. Um Rapaz Como Eu (N. Gomes- Pirril)

Para baixar este Disco. Clique aqui

 

fev
07
2014

Compacto – Benedito Nunes

Publicado por José Lessa

Benedito Nunes - capa frenteColaboração: Kinkas (O VINIL) – faz parte do acervo pessoal. Conversão para mp3 Kinkas (O VINIL) e Texto 0 José Lessa.

Benedito Nunes, foi um dos artista que mais fez sucesso em sua época. Conhecido por sua irreverência e forma peculiar de interpretação, este artista alagoano de Marechal Deodoro, apresentou-se nos principais programas de televisão e foi um dos grandes vendedores de discos. Ocupava considerável espaço na mídia nacional e suas composições chegavam logo as paradas de sucesso.

Neste Compacto simples Benedito Nunes canta duas composições que o notabilizaram “Seu Reverendo”, composição de Elias Soares em parceria com Genival Lacerda e a faixa  “Trabalha Paulista”, de autoria de Luis Wanderley e  Elias Soares, que foi gravada pelo próprio Luis Wanderley, outro fantástico alagoano.

Nos alagoanos e especialmente a Prefeitura de Marechal Deodoro, precisamos valorizá-lo e prestar uma grande homenagem pela sua colaboração na consolidação e na divulgação do forró pé de serra e do nome de Alagoas, pois sua obra não pode cair no esquecimento..

Viva Marechal Deodoro !

Viva Benedito Nunes !

Benedito Nunes- capa verso_Compacto – Benedito Nunes
Continental – 1971

01 Seu Reverendo (Elias Soares – Genival Lacerda)
02 Trabalha Paulista (Luis Wanderley – Elias Soares)

Para baixar este Compacto. Clique aqui.

fev
04
2014

Sandro Becker - Vol. 11 capaColaboração – Jalon Cabral Neto – faz parte do acervo pessoal. Conversão para mp3 Jalon Cabral Neto e texto José Lessa,

Esté é mais uma das colaborações que nos foi enviada por Jalonzinho, como é tratado pelos  muitos amigos, por ser filho de um dos mais ilustre radialista alagoano Jalon Cabral Filho.

Na década de 90 Sandro Becker, Clemilda e Genival Lacerda se notabilizaram como os maiores representante do forró malícia. Neste LP, destaco a composição “A Revolta dos Camelos, composição em parceria com Pinto e Juriti. Outra faixa que merece ser ouvida é O Rei da Sanfona ,de sua autoria.

Agora é com você, baixe, escute e faça um comentário.
Sandro Becker - Vol. 11 - verso

Sandro Becker –  Vol. 11 – For All , Forró, Forrock
Copacabana – 1991

01.  A Raspadinha (Sandra Becker)
02.  O Rei da Sanfona (Sandra Becker)
03.  A Revolta dos Camelos (Pinto-Juriti-Sandro Becker)
04.  Meias de Renda (João Gonçalves-Sandro Becker)
05.  Os Óculos do Severino (Sandra Becker-Talmo).
06.  O Homem Prometeu (Jorge de Altinho-Sandro Becker)
07. Tica da Bahia (Jorge de Altinho-Sandro Becker)
08. Chapéu  de Bode (Sandra Becker)
09. POUT-POURRI:
(Lamba House)  Perto dos Olhos, Longe do Coração
(Marcos Roberto-Dori Edson) –  Amor e Desprezo (Rossini Pinto)  – Esse Amor é  Demais
(Borba de Paula-Ivan Péter)
10. O Descamisado (Sandra Becker)
11. Rockmary  (Lula Martins)
12. Zé Trovão (Sandro Becker – Almyr)

Para baixar este disco. Clique aqui